Manifestação dos Servidores de Curitiba obtêm vitórias

O Coletivo Outros Outubros Virão apoia a luta dos servidores em defesa de seus direitos.  Para isso estivemos no ato, e assumimos o compromisso de atuar lado a lado com a classe trabalhadora.

Mobilização faz Ducci ceder e negociar alterações no ICS com servidores

O dia 20 de setembro vai entrar para a história dos servidores municipais como mais uma vitória no processo de luta em defesa do Instituto Curitiba de Saúde. O protesto iniciado às 15h em frente à Prefeitura só foi encerrado às 23h30, quando a Prefeitura assumiu por escrito o compromisso de receber os dois sindicatos que representam o funcionalismo municipal (SISMMAC e SISMUC) para iniciar uma mesa de negociação efetiva sobre as alterações propostas para o ICS.

A mobilização dos cerca de 300 servidores que participaram do ato e a pressão exercida pela ocupação do prédio da Prefeitura forçaram o prefeito Luciano Ducci a recuar em sua proposta inicial de implementar mudanças no ICS sem qualquer negociação com os trabalhadores. Às 23h30, foi assinado um acordo entre representantes da prefeitura e dos sindicatos no qual fica agendada uma reunião de negociação com o prefeito para a manhã seguinte, dia 21 de setembro, às 8h30, na sede da Prefeitura. A reunião marca o início de uma mesa de negociação sobre a situação do ICS.

Agora, é hora de intensificar a mobilização em defesa do ICS como forma de mostrar que os servidores não aceitarão nenhuma mudança que resulte em perdas de direito ou piora na qualidade do atendimento. Vamos lutar para que a Prefeitura suspenda a proposta de novo regulamento para o Instituto e negocie melhorias concretas. Defendemos que o ICS seja transformado em entidade pública (autarquia) e que volte a prestar com qualidade os serviços de saúde em todas as especialidades.

Ocupação do prédio da Prefeitura

Durante a manifestação realizada na tarde desta terça-feira (20), um grupo de 20 servidores subiu até a ante-sala do gabinete para solicitar uma conversa com o prefeito. Entretanto, Ducci se negou a receber os trabalhadores.

O grupo, formado por membros do SISMMAC e do SISMUC, permaneceu acampado no interior da Prefeitura entre às 17h e às 23h30 – horário em que foi assinado o acordo entre representantes da prefeitura e dos sindicatos e os servidores desocuparam o prédio.

No início, a Prefeitura adotou uma postura intransigente e truculenta com os manifestantes. Os servidores acampados no interior do prédio foram mantidos em cárcere dentro de uma das salas e só podiam se deslocar para ir ao banheiro acompanhados por policiais da Guarda Municipal. Também foi proibida a entrada de alimentos ou água no prédio.

Apesar das condições a que foram submetidos, os servidores permaneceram acampados até que receberem a garantia de que a situação do ICS seria debatida em mesa de negociação com o prefeito Luciano Ducci. Um grupo de trabalhadores municipais também permaneceu em vigília, em frente à Prefeitura, como forma de dar apoio aos que estavam no interior do prédio.

Manifestação

Cerca de 300 servidores municipais participaram na tarde desta quinta-feira do Ato em Defesa do Instituto Curitiba de Saúde. Com apitos, faixas e muita disposição para a luta, os trabalhadores mostraram seu repúdio a proposta de novo regulamento para o ICS.

Durante a manifestação, os servidores realizaram um enterro simbólico do novo regulamento e reivindicaram que a Prefeitura debata qualquer alteração no ICS em mesa de negociação com os sindicatos.

O novo regimento foi aprovado no Conselho de Administração do ICS no final do mês de agosto sem participação dos servidores no processo de discussão e elaboração da proposta. Além da falta de diálogo, os trabalhadores também criticam o conteúdo da proposta, que tende a piorar o atendimento prestado pelo ICS e aumentar o custo para os servidores.

Entre outros pontos, o documento prevê o aumento do valor pago em atendimentos e exames, a criação de uma multa de 100% em caso de falta à consulta pré-agendada e a adoção do sistema de triagem utilizado no Sistema Único de Saúde (SUS).

Repercussão na imprensa

O protesto realizado pelos servidores municipais chamou à atenção da imprensa. A mobilização foi o assunto de capa dos principais jornais de Curitiba. A divulgação dos problemas do ICS nos meios de comunicação é mais uma forma de conseguir o apoio da sociedade e de pressionar o prefeito Luciano Ducci a avançar nas negociações.

Retirado de: http://www.sismmac.org.br/noticias.asp?ID=1353%A3ID_CAT=1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: